Mês: janeiro 2020

Jogou a toalha?: Joaquim Francisco anuncia que não disputará prefeitura do Recife

O ex governador Joaquim Francisco aguentou pouco tempo o termômetro da sucessão do prefeito Geraldo Júlio (PSB), no Recife. Em menos de quinze dias o ex governador já anuncia que não vai mais entrar na disputa pela prefeitura do Recife. Joaquim andou motivado com a possibilidade, até de ter o apoio do presidente Bolsonaro, mas vários fatores pesaram contra, entre eles, que “pode servir ao Recife e a Pernambuco sem precisar de candidatura. Joaquim disse que teve o apoio do partido e do presidente Bolsonaro, com quem esteve tomando café no Alvorada há dois meses atrás. “Pois é, mas faltou ao ex governador conversar com povo, ouvir a população se ele ainda seria bem aceito como prefeito”.

O nono revés do prefeito de Jaboatão: TCE manda suspender obras de via em Barra de Jangada

A gestão do clã Ferreira nesses três anos de mandato tem sido marcada pela incompetência irresponsabilidade. Nesta quinta-feira (30), Tribunal de Contas de Pernambuco (TCE), deferiu uma Medida Cautelar para determinar que a Prefeitura Municipal de Jaboatão suspenda todos os atos relativos à execução da obra de abertura da via pública para tráfego de veículos sobre a área de praia no bairro de Barra de Jangada. Decisão foi anunciada por meio do Diário Oficial nesta quinta-feira (30). O TCE considerou que a área é de Preservação Ambiental (APP), em uma reserva biológica. Além do local ser de monitoramento com área de desova de tartarugas marinhas. Outro ponto apontado considerado para suspensão das obras foram, segundo o TCE, os vários indícios de irregularidades, com ausência de sinalização de segurança em canteiro de obras, placas de informação de responsabilidade técnica e do valor da obra. Também sem licenciamento ambientais e autorização dos órgãos competentes. O TCE concedeu um prazo de cinco dias para o prefeito “faz de conta” apresenta esclarecimentos em relação à Medida Cautelar.

 

 

 

 

Prefeitura de Jaboatão vem sendo usada para campanha eleitoral do prefeito e aliados

Jogo sujo na prefeitura de Jaboatão, ocupantes de cargos comissionados de baixo nível são obrigados a ser cabos eleitorais de afilhados políticos do prefeito clã Ferreira. Alguns secretários e assessores próximos ao “chefe“, receberam ordens para pressionar os pequenos a fazer campanha antecipada. Aqueles que não se render aos caprichos do manda chuva prefeito são demitidos sem direito a volta. A campanha eleitoral só começa em agosto, mas na prefeitura já começou, estão usando e abusando da máquina para beneficiar cabos eleitorais da “cozinha” da família Ferreira. Interessante é que isso vem ocorrendo desde que o clã Ferreira assumiu o comando do município, usou à máquina para eleger o pai e o irmão deputados. O que se comenta, é que tem até secretários sendo pressionados a desistir de ser candidato a vereador para apoiar os “papagaios de pirata” do prefeito.

 

PRTB de Goiana promove debate com a presença de Ednazio Silva e Marco Aurélio

O presidente municipal do PRTB de Goiana zona da Mata Norte do Recife, Valter Aleixo, promoveu entrevista na Rádio FM 98.5, com a presença do presidente estadual Enazio Silva e o deputado estadual Marco Aurélio (PRTB), líder da oposição na Assembléia Legislava de Pernambuco (Alepe). Falaram sobre o seminário; Goiana dos Engenhos ás Indústrias de Ponta, que será realizado no dia 11 de fevereiro ás 19:00 horas na Câmara de Vereadores. “A repercussão está sendo altamente positiva”, disse Valter Aleixo.

A Estratégia de propaganda enganosa do prefeito de Jaboatão é, antes de tudo, infantil

A estratégia de propaganda do prefeito clã Ferreira de Jaboatão é, antes de tudo, infantil. Maquiar prédios de unidades de saúde, escolas, ruas e avenidas mostra a incapacidade do prefeito. A realidade aos olhos da população é outra completamente diferente. Propagandas enganosas não ilude mais o eleitor, além de gerar altos custos aos cofres público, deixa o povo mais revoltado. Esse ano tem eleição, o prefeito falastrão já abriu o “bico” e disse que Jaboatão vai ser um “canteiro de obras”. Ora, se passaram três anos e nenhuma obra importante que viesse beneficiar o povo, principalmente os mais carentes foi realizada. Em tempos modernos, internet, rede sociais e aplicativos fica muito difícil enganar o povo com propagandas fantasiosas fora da realidade. “Não tem coisa mais humilhantes e revoltante um cidadão ou cidadã passar uma noite inteira para tentar uma consulta médica, fazer um exame ou conseguir um medicamento, daí a revolta”.

 

 

Recife 2020: João Campos ignora possível candidatura da petista Marília Arraes

Após o ex-presidente Lula conceder entrevista ao UOL na qual defendeu a candidatura de da deputada federal Marília Arraes (PT), à Prefeitura do Recife, considerando um eventual apoio ao deputado federal João Campos (PSB), na Capital, apenas no 2º turno, o socialista e herdeiro de Eduardo Campos, ignorou os petista. “Não será nenhuma novidade se o PT optar por uma candidatura própria a prefeito do Recife. Tem sido assim em todas as eleições municipais desde a redemocratização, inclusive em 2012 e 2016“. Pois é, o PT de Humberto Costa gosta mesmo é de ficar mamando nas tetas do governo socialista em PE, faz jogo sujo para manter os cargos no estado.

27 cadeiras: Em Jaboatão, partidos devem lançar mais de 800 candidatos a vereador

A disputa municipal de 2020 terá número recorde de candidaturas, de acordo com a previsão de presidentes de partidos e analistas. Com o fim das coligações para as câmaras municipais a partir deste ano, cada legenda terá de apresentar uma lista fechada de candidatos a vereador, e a tendência é lançar nomes próprios a prefeito para puxar votos para o Legislativo. A oferta maior de candidatos é um efeito colateral da nova regra que pode ser positivo. Em Jaboatão, a expectativa é de que mais de 800 candidatos disputem as 27 vagas da Câmara Municipal. Cada partido pode registrar o número máximo de 42 candidatos, 29 homens e 13 mulheres.

A tri atleta Carol Gomes é recebida por Rômulo Felix no Aeroporto dos Guararapes

Rômulo Félix, líder do Movimento “Jaboatão Pode Mais “, foi receber a tri atleta Carol Gomes no aeroporto dos Guararapes. A atleta  disputou o Brasileiro de Aquatlhon no último domingo em Vitoria no Espírito Santo e conquistou o título nacional. Para  Rômulo Félix, que acompanha o trabalho de Carol, é uma honra para Jaboatão ter  uma  atleta  do nível  dela  nos representando. Ela sempre leva a Bandeira de nossa cidade para as competições. Mesmo  sem apoio da prefeitura municipal ou leis que incentivem o desporto em nossa cidade, Carol é exemplo de determinação e garra, incorporando o espírito guerreiro da nossa terra. A sociedade Jaboatonense deve se unir  em prol de um projeto maior, que é ajudar a atleta , e a ter como representante  de Pernambuco  nas Olimpíadas em 2024 . “Capacidade, determinação e técnica  ela  tem.” Conclui  Rômulo.

Panela de pressão: Eleição só em agosto, mas o clima pré campanha em Jaboatão já esquentou

O calendário eleitoral de campanha só começa em agosto, mas o clima pré esquentou desde 2019 em Jaboatão. As redes sociais e aplicativos tem sido usadas como disputa de grupos entre governistas e oposicionista. O prefeito clã Ferreira que não faz uma boa gestão, e anda cambaleando das pernas, aposta em eventos evangélicos para tentar continuar no poder, enquanto a oposição bate vinte e quatro horas por dia nos erros e atropelos do prefeito e seus desqualificados secretários. A oposição procura investir no segmento evangélico para conquistar apoios, e dividir o capital eleitoral dos Ferreira. O município está entregue a própria sorte, o prefeito perdeu o controle, não tem capacidade, habilidade política nem competência para controlar a situação. A menos de dez meses da eleição, não tempo para o prefeito recuperar o terreno perdido, vai ter que mudar o discurso para tentar novamente enganar o eleitor, mas não será fácil. “Diz o ditado, a mentira tem pernas curtas”!

Em Jaboatão, falta saneamento básico e sobra doenças transmissíveis e muita politicagem

Promover a saúde do homem e preservar o meio ambiente estão entre os principais objetivos do estabelecimento de uma política efetiva de saneamento básico. Em Jaboatão no entanto,  acesso à água potável e ao tratamento de esgoto ainda é um sonho distante. Em Jaboatão, falta saneamento básico e sobra doenças transmissíveis, além de causar grandes prejuízos a rede municipal de saúde. A relação entre saneamento básico e saúde é antiga. O esgoto à céu aberto precisa se eliminado, mas pouco importa para o prefeito. O que vale mesmo são obras eleitoreiras, mal feitas e com pouco tempo de durabilidade. Além do prejuízo para a saúde, precisamos ressaltar que os reflexos da precariedade dos serviços também se estendem à economia. As principais doenças agravadas pela falta de saneamento básico; Diarreia por Escherichia coli, Disenteria Bacteriana, Febre Tifóide, Cólera, Leptospirose, Hepatite A, Verminoses e Arboviroses.