A “sujeira” na prefeitura de Jaboatão pode ser bem maior após a pandemia do covid-19

A prefeitura de Jaboatão pode ter “sujeira” bem maior após a pandemia do coronavírus. Em 2019, o Tribunal de Contas do Estado (TCE), determinou vários cancelamentos em contratos de licitação com suspeita de irregularidades. O maior escândalo ocorreu na locação do aluguel do Centro Administrativo da prefeitura. O contrato inicial era e R$ 420 mil reais por mês, o TCE investigou e determinou a redução para R$ 220 mil reais. São muitas histórias mal contadas nessa gestão, como o poder judiciário é lento, termina o mandato e nada é concluído. O prefeito nunca explicou direito as suspeitas de irregularidades, ficando o dito pelo não dito. “O vaivém continua na prefeitura de Jaboatão, até quando?

Compartilhe em suas redes!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *