Conselhos tutelares: Espaço de direitos da criança e adolescente é invadido por políticos


Neste domingo, dia (6) de outubro, a partir das 8 horas da manhã até às 17 horas, ocorrerão as eleições unificadas em todo o país para conselheiras e conselheiros tutelares. Terão por quatro anos a tarefa de zelar pelo Estatuto da Criança e Adolescente (ECA), assegurando seu cumprimento, combater as violações de direitos, entre elas o abuso, a exploração, o tráfico sexual, e o trabalho infantil,  de meninas e  meninos. Resultado de uma árdua luta dos defensores de direitos humanos à época da Constituinte e início dos anos 1990, o Estatuto frutificou o trabalho coletivo de um vigoroso movimento nacional. O voto ao Conselho Tutelar é facultativo, não menos importantes do que outros processos eleitorais. Trata-se do futuro de milhões de crianças e adolescentes brasileiros, que vêm sofrendo os impactos do desemprego de seus pais e mães, do corte das políticas públicas e do aumento da violência em especial em comunidades mais pobres e estigmatizadas. Mas, prefeitos e vereadores usam do processo como finalidade política visando o pleito eleitoral nos municípios.

Compartilhe em suas redes!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *