Delta Dallagnol recebeu R$ 33 mil de empresa investigada na Lava Jato

O coordenador da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, procurador Deltan Dallagnol, recebeu R$ 33 mil por uma palestra sobre combate à corrupção e ética nos negócios para a Neoway, uma companhia de tecnologia. A empresa, contudo, foi citada em uma das delações premiadas da investigação. A informação é do site The Intercept Brasil. De acordo com a reportagem, a palestra foi realizada em março de 2018, mas dois anos antes, em março de 2016, a Neoway havia sido mencionada nos termos de colaboração de Jorge Luz, apontado como operador de propinas do MDB, ao detalhar negociatas com a BR Distribuidora. A documentação que trata da empresa foi compartilhada, segundo o The Intercept, em grupo chamado “Acordo Jorge Luz“, em que Dallagnol participa ativamente.

Compartilhe em suas redes!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *