Demitida em 2018 por suspeita de propina, assessora de Dória recebe R$ 12,6 mil do governo de SP

Demitida da prefeitura de São Paulo em 2018 por João Dória (PSDB), após a divulgação de gravação sobre propina, Denise Abreu foi contratada em março pelo governador como assessora da Secretaria de Governo. Dois meses depois, foi transferida para Secretaria da Casa Civil, com um salário de R$ 12,6 mil. Colocada na presidência do conselho de Fundo Social com sua amiga Bia Dória, que comanda o órgão, ela ficou no cargo por apenas duas semanas, sendo retirada no último dia 10.

Compartilhe em suas redes!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *