Disputa por poder da família Ferreira expõe Jaboatão ao atraso e abandono

Agora parece ter chegado a hora do povo de Jaboatão rever sua posição eleitoral pensando no pleito municipal do próximo ano. A disputa pelo poder comandado pela família Ferreira expõe o município ao atraso e abandono e divide religiões. O prefeito abriu espaço na prefeitura para pastores e integrantes evangélicos, e quer dominar este segmento usando o poder da caneta, mas quem paga a conta é o contribuinte pagador de impostos, além de inchar os cofres público. O prefeito se “agarra” na bíblia, mas não respeita nem honra com as promessas e compromissos assumidos com o povo na campanha eleitora. Mentir e enganar é pecado, e o prefeito pode pagar um preço alto por desvios de conduta com sua própria religião que usa para com finalidade eleitoral. Evocar justiça divina nunca prenunciou algo bom na política. Mas dar um diagnóstico preciso para o que está acontecendo é ignorar complexidade do abandono do município.

Compartilhe em suas redes!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *