Eleições 2020: TSE veta biometria para evitar filas e aglomerações em meio a pandemia

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Roberto Barroso, decidiu retirar a biometria da eleição municipal deste ano. O ministro seguiu recomendação de um grupo de médicos e dos técnicos da corte, que constataram que a identificação por digital poderia representar até 70% do tempo gasto do eleitor para votar. A expectativa é que o veto à tecnologia reduza a criação de filas e aglomerações, o que é recomendável por causa da pandemia do novo coronavírus. A questão deverá ser incluída nas resoluções da eleição de 2020 e levada a referendo do pleno do TSE na volta do recesso em agosto. O TSE fará uma campanha para que o eleitor leve sua própria caneta para votar.

Compartilhe em suas redes!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *