Infiéis do PSB: Melhor para Felipe Carreras teria sido a expulsão do partido

O deputado Felipe Carreras (PSB), continua inconformado por ter sido penalizado pelo diretório nacional do PSB com suspensão de suas atividades partidárias pelo período de 1 ano. Durante esse tempo, que poderá ser reduzido para seis meses, dependendo do seu comportamento, não poderá fazer parte de comissões, relatar projetos nem discursar em nome do partido. Ele definiu essa punição como “mordaça”, chamando-a de “covarde”, “mesquinha” e “ditatorial”, porém do ponto de vista prático o seu protesto não significa nada. Talvez o melhor para ele e para o partido fosse a pena de expulsão, como se fez com o deputado Átila Lira (PI). Se resolver sair do partido, hipótese que diz estar fora de cogitação, corre o risco de perder o mandato. Assim, sem ter sido expulso e sem poder trocar de partido, resta a Carreras o desconforto de permanecer numa legenda que considera “ditatorial”.

Compartilhe em suas redes!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *