Lula diz que não aceitará tornozeleira eletrônica: “Coloquem no Sérgio Moro”

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou que prefere ficar na cadeia mesmo se a Justiça autorizar o cumprimento de sua pena por prisão domiciliar. A declaração ocorreu durante entrevista a CartaCapital, na quarta-feira (4). Lula está preso na Superintendência da Polícia Federal (PF) em Curitiba desde 7 de abril de 2018, por corrupção e lavagem de dinheiro no processo que envolve o triplex do Guarujá. O ex-presidente foi condenado, pela primeira vez, em junho de 2016 pela Operação Lava Jato. Sua pena é de 8 anos e 10 meses. “A verdade tem que ser dita, não tem negociata. Eu estou aqui dentro já há mais de um ano e meio, estão tolhendo a minha liberdade há um ano e meio. Isso vai ter um preço quando eu sair daqui. Se quiser colocar uma corrente, coloquem no pescoço do [ministro da Justiça, Sérgio] Moro, não na minha canela

Compartilhe em suas redes!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *