Ninguém nasce mais em Jaboatão após suspensão da Maternidade Jaboatão Prazeres

A Secretaria de Saúde de Pernambuco (SES-PE) determinou a suspensão temporária dos partos realizados no Hospital e Policlínica Jaboatão Prazeres, localizado em Jaboatão, para que a unidade atenda exclusivamente pacientes com suspeita ou diagnóstico confirmado de covid-19 durante a pandemia do novo coronavírus. Dessa forma, ninguém nasce mais em Jaboatão, já que não existe uma só maternidade na rede municipal. A construção da Maternidade Rita Barradas, se arrasta desde 2010, se encontra paralisada e sucateada, mais de R$ 30 milhões foram gastos, recursos públicos  jogados pelo ralo. “Uma tristeza, falta de responsabilidade do prefeito que não tem compromisso nem honra com o cargo que ocupa”.

Compartilhe em suas redes!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *