“Partido da Universal” muda de nome, abraça o liberalismo e quer o voto da direita

O slogan “conservador nos costumes e liberal na economia passou a fazer parte do cotidiano da política nacional nos últimos anos e vive seu ápice na gestão de Jair Bolsonaro (PSL), com a agenda do presidente e de ministros como Damares Alves e Paulo Guedes. Mas é um partido que não integra o governo que alterou a sua imagem para tentar ser uma espécie de “legenda oficial” dos conservadores e liberais, e assim buscar algum domínio dentro da centro-direita. Trata-se do Republicanos, o novo nome do PRB. O partido teve a alteração de sua denominação confirmada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no último dia 15. A legenda alega que a modificação não se resume ao nome, e sim trata-se de uma “reformulação completa” nas estruturas do partido. O Republicanos incorporou o “conservador nos costumes e liberal na economia” como sua diretriz e passa a se apresentar, em todas as instâncias possíveis, como um partido de centro-direita. O Republicanos será o décimo primeiro partido brasileiro cujo nome não será formado do modo clássico, uma sigla iniciada por P de partido e outras iniciais. Além das já citadas, compõem o rol DEM, Solidariedade, Cidadania, Novo e Rede.

Compartilhe em suas redes!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *