Patrimônio Gordo: Lula Cabral recorre ao STJ para revogar bloqueio de R$ 92 milhões em bens

O prefeito afastado do Cabo de Santo Agostinho, Lula Cabral (PSB), apresentou, no Superior Tribunal de Justiça (STJ), um recurso de agravo regimental, pedindo a liberação de seus bens particular, bloqueados por ordem do Tribunal Regional Federal (TRF5). O desbloqueio de 92 milhões de reais em bens já tinha sido negado, em decisão monocrática, pela ministra Laurita Vaz, relatora no STJ dos processos da Operação Abismo, deflagrada em 2018 pela Polícia Federal. A Operação investiga o suposto desvio de recursos da previdência municipal do Cabo. Agora, a defesa do prefeito quer que o bloqueio de bens seja analisado pela Terceira Seção do STJ, colegiado do órgão. Os advogados de Lula Cabral reclamaram, no mandado de segurança, que o TRF5 do Recife decretou o sequestro de todos os bens do prefeito afastado. Os desembargadores federais bloquearam até 92 milhões de reais em bens do prefeito. Os advogados disseram que Lula Cabral não devia suportar o bloqueio de bens sozinho. O prefeito está afastado do cargo, por ordem do TRF5, após ficar meses em prisão preventiva.

Compartilhe em suas redes!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *