PGE MANTEM CASSAÇÃO DO PREFEITO E VICE DE CAMARAGIBE

Um parecer da PGE emitido na última segunda-feira (6) – desfavorável ao prefeito de Camaragibe, Demóstenes Meira (PTB), e sua vice, Nadegi Queiroz, eleitos em 2016, sobre a cassação de seus respectivos mandatos. Os gestores ingressaram com recurso encaminhado à Procuradoria Regional Eleitoral em Pernambuco, mas o parecer do procurador regional eleitoral Francisco Machado Teixeira concluiu que:

No dia 21 de maio, prefeito e vice foram considerados pela juíza eleitoral, Luciene Pontes de Lima, de Camaragibe, analisou a Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) – impetrada pela Coligação Somos Todos Camaragibe, composta pelos adversários dos acusados: o então candidato a prefeito Jorge Alexandre Soares da Silva e, seu vice, João Bosco Gonçalves da Silva. Para a juíza, houve abuso de poder econômico que comprometeu a lisura, normalidade e legitimidade das eleições. No caso, Demóstenes Meira e Nadegi Queiroz teriam negociado apoio político em troca de benefícios, recursos financeiros e cargos na prefeitura e secretarias. O prefeito e vice aguardam o julgamento no cargo.

Compartilhe em suas redes!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *