Por omissão: Saúde tem sido o maior fisco da administração do atual prefeito de Jaboatão

Chegamos ao último ano da gestão municipal de Jaboatão. É difícil encontrar pontos positivos, mas tarefa fácil é eleger a saúde como pior fiasco da atual administração. A evidente falta de planejamento e de investimentos é um sinal de que a prefeitura de Jaboatão desconsidera o significado de cuidar das pessoas. Mas, o que preocupa é a continuidade, a questão estrutural de uma prefeitura que deixou de investir com responsabilidade os recursos públicos na saúde durante esses mais de três anos de mandato de um prefeito despreparado e descompromissado. Fica evidente que a gestão municipal não tem sido capaz, por omissão ou escolha, de adotar as providências urgentes e necessárias. Mas será cobrada por isso. A situação é caótica nas unidades de saúde do município, e exige uma postura firme. Agora com o avanço do coronavírus a situação tende a se agravar, Jaboatão tem uma população acima dos 800 mil habitantes, segunda maior do estado de Pernambuco.

Compartilhe em suas redes!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *