Possível punição: Deltan Dallagnol enfrentará sessão do Ministério Público

No “olho do furacão”. O chavão um dia usado pelo procurador Deltan Dallagnol para se vender como palestrante nunca foi tão apropriado, como agora, para descrever a situação do chefe da força-tarefa da Lava-Jato. Com o vazamento dos diálogos entre procuradores de Curitiba e o escândalo das atividades privadas, além de indícios de direcionamento das investigações sobre personagens específicos, o pato-branquense de 39 anos está acuado. Nas rodas dos tribunais de Brasília, é dado como certo algum tipo de punição a ele a partir da próxima terça-feira (13/8), durante sessão do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP). Celebrado como líder da maior operação de combate à corrupção da história do país, Dallagnol, após cinco anos de Lava-Jato, agora vê seu prestígio ser rapidamente corroído a cada divulgação de mensagens do Telegram. A próxima sessão do colegiado tem uma pauta com um total de 146 itens, incluindo dois procedimentos contra o coordenador da força-tarefa da Lava-Jato.

Compartilhe em suas redes!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *