Promotores pedem à PGR quebra do sigilo bancário de Toffoli e da esposa

Um documento da Associação Nacional de Membros do Ministério Público, MP Pró-Sociedade, pede à Procuradora-Geral da República, Raquel Dodge, o afastamento do sigilo bancário e fiscal do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, e da esposa dele, a advogada Roberta Maria Rangel. No texto os promotores pedem que a Receita Federal forneça dados dos dois contribuintes nos últimos 11 anos. O pedido ocorre após Toffoli determinar a suspensão de ações judiciais que usem dados do Coaf e da Receita Federal, sem autorização de um juiz.

Compartilhe em suas redes!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *