PSL suspende Eduardo Bolsonaro por 1 ano e confirma punições a outros 17 deputados

O presidente da república, Jair Bolsonaro, pode ter perdido a tropa de choque de deputados que atuam na Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) das Fake News, além de nomes em defesa do governo em várias outras comissões do Congresso. Isso porque o diretório nacional do PSL confirmou a suspensão de 14 deputados da ala bolsonarista, incluindo o líder do partido na Câmara, Eduardo Bolsonaro (SP). As três maiores punições vão justamente para o filho do presidente e para os colegas Bibo Nunes (RS), Daniel Silveira (RJ) e Alê Silva (MG). O trio está suspenso por 12 meses e não pode assumir cargos em comissões ou falar em nome do partido no plenário, por exemplo. O
Compartilhe em suas redes!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *